Buscar
  • Metamorfose

8 DE MARÇO NÃO É DE FLORES


Eaí caros leitores, suave na nave? Essa segunda-feira pré 8 de março eu quero lançar um projeto novo. Eu lancei o quadro #UmCopoSujoComAJúlia no meu canal do youtube. Vai ser um rolê meio trash mesmo, gravado no meu quarto e tendo entrevistas que na verdade são mais conversas que eu poderia ter numa mesa de bar que qualquer outra coisa. Por isso o nome, Um Copo Sujo Com A Júlia.

Bem, e como homenagem ao dia internacional das mulheres (que inclusive nós do #sitemetamorfose vamos fazer uma puta cobertura mundial) eu decidi convidar a Sara Mâcedo para ser minha primeira entrevistada! Bem, como todos já devem saber, sarinha é uma referência do feminismo em Goiás. Eu admiro demais essa mulher e sinceramente, é só escutar para aprender, porque ela é foda.

Cada dia que passa percebo que nós mulheres precisamos conversar mais e mais sobre como se empoderar, como se apoiar e entender as diversas facetas do feminismo, e porque essas diferenças existem. Nós mulheres precisamos ver o quadro como um todo, são vários processos e nós entendemos que errar é humano, mas temos que querer aprender para mudar - e isso vale principalmente para os machos que acham que tem um pinto de ouro né - escutem e reflitam sobre seus privilégios.

Eu, júlia, passei por diversos momentos de empoderamento. Pra mim, aceitar que eu podia abdicar do sutiã, usar cabelo curto, deixar meus pelos crescerem naturalmente sem me preocupar com a depilação, usar as roupas que eu bem entendo e foda-se foi um puta de um processo interno, onde me machuquei muito pra aceitar que eu podia sim fazer tudo isso e me sentir linda e maravilhosa sendo quem eu sou. Sem contar que eu tive que aprender a ser durona, acreditar em mim mesma como profissional e não me deixar abalar quando soltavam algo do tipo "ah, mas você é bonitinha demais pra ser jornalista" ou "ah, mas você é estranha demais pra ser jornalista, assim ninguém vai te levar a sério". Mas isso não signifique que todas as mulheres vão passar pelo mesmo processo, o que é empoderamento pra mim pode não ser para você e tudo bem, existem vários privilégios sociais que estão dentro do feminismo pois vivemos em sociedades desiguais por classes, precisamos ter compaixão e entender o momento que cada uma tem, e aprender a respeitar.

A moral dessa história é: você aprende a lutar, e isso vira necessidade pois você não aceita mais não ser livre. O feminismo é a ideia radical de que mulheres também são pessoas. Você não é louca pro ser você, acredite no seu instinto mana.

Esse vídeo é bem cru, e nu, assim como eu sou na vida e consequentemente no meu próprio quarto. É um quadro que vai ser postado de 15 em 15 dias (eu acho rs). Espero que gostem! Até mais, e esperem a cobertura do dia 8, estamos preparando tudo com muito carinho.

#doceviagem #2018 #umcoposujocomajulia #saramacedo #feminismo #empoderamentofeminino #8demarço #diainternacionaldamulher

apoie
No Brasil de Jair Bolsonaro, com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Para isso, precisamos de você! Apoie o Jornal Metamorfose, jornalismo combativo e independente.
 
APOIE O JM!