Buscar
  • Máyron Victor

“O MUNDO PRECISA DE VOCÊ”


Acabamos de entrar no ano de Júpiter, o maior planeta do sistema solar, em linhas gerais, é um ano de expansão em muitas áreas da vida, o que aumenta o engajamento individual com algumas coisas, principalmente nosso propósito interior, que é o tema deste post.

Ano passado foi ano de Saturno, que rege questões relacionadas a trabalho, portanto quem já estava em algum projeto com uma intenção elevada foi um ano de muito trabalho. Já para aquelas pessoas que trabalhavam com o que não gostavam ou eram escravizadas pelo sistema, o Universo deu um jeitinho de fazer com que essa pessoa repensasse sua vida no intuito de mostrar a ela que todos temos um por quê de estarmos aqui e isso não inclui ser escravizado. Por isso houveram em muitos países e ainda ocorre projetos de leis relacionados à previdência e ao regime trabalhista, além das demissões em massa. Lembrando que isso pode ser visto de várias perspectivas e tudo depende do grau de consciência em que o indivíduo está. Somos seres livres, acima de tudo.

Infelizmente há pessoas que ainda acham que vieram aqui pra serem apenas vassalos, pessoas que ainda não se questionaram o porquê da vida ser do jeito que é, elas apenas aceitam e isso não é culpa delas, somos seres que podem ser facilmente manipulados, principalmente quando não temos informações o suficiente para entendermos que não somos isso, e sim, muito mais superiores e fortes.

Estudar astrologia é muito bom, nos ajuda a se situar dentro do nosso sistema solar tanto fisicamente, quanto entender como as posições dos astros podem alterar nossa psique. Mas, será que é necessário entender disso tudo? Tem gente que nunca teve acesso a nada disso, não medita, não vive para isso e encontra-se muito bem e feliz trabalhando e fazendo o que gosta. Somos individualidades, cada um vive do jeito que quiser e como quiser e tá tudo bem, desde que com amor.

Há pessoas que já nascem com seus propósitos pré-definidos e desde criança já lutam por suas causas, e há pessoas que vivem sendo escravizadas e depois de um tempo, buscam por algo que possa agregar valor a sua vida e fazê-la ter sentido. Mas e você? Já encontrou seu propósito? Tem buscado por algo que possa fazê-lo se sentir melhor pro mundo?

Aqui tem um recado importantíssimo e gostaria que você prestasse um pouco de atenção nesta frase: O MUNDO PRECISA DE VOCÊ!

Há dezenas de coisas que podem ser feitas, sem precisar de práticas de interiorização, pois são coisas que podemos fazer pelo próximo, e consequentemente, pelo planeta. São práticas sustentáveis que podem te fazer um pouco mais feliz a cada dia porque, mesmo que são coisas que você nunca tenha buscado fazer, fazem um bem danado para o nosso mundinho.

Práticas estas que envolvem, principalmente, o que consumimos quanto a alimentação, vestuário e o que fazemos com nossos resíduos. Você já parou pra ir a fundo e perguntar, por exemplo, por que você come o que come ou veste o que veste? Ou já imaginou pra onde vai o lixo que você joga fora e o quão maravilhoso seria para os coletores individuais se você simplesmente separasse o lixo molhado do lixo seco?

Há muitas coisas simples que podemos fazer todos os dias, que pode transformar o mundo em que vivemos de forma grandiosa. Mas a questão é a consciência, essa é imprescindível , é necessário que você esteja pelo menos um pouco consciente do mal que faz no mundo e começar a mudar.

Darei um relato pessoal que vivenciei e mudei toda minha perspectiva quanto ao lixo.

Certo dia, quando terminei minhas atividades e rituais diários, voltando para casa encontrei uma conhecida de infância, que sempre vejo na rua recolhendo lixos que ela utiliza para vender, uma prática comum em todas as cidades e o Brasil, por mais que seja um dos maiores produtores de lixo, também é um dos que mais reaproveitam, há dados que comprovam isso, e este reaproveitamento é feito, em grande parte, por pessoas comuns, como a Aparecida, esta mulher que acompanhei seu trabalho neste dia.

Fomos até o galpão coletivo onde ela, junto com outros coletores, fazem a estocagem do que é reaproveitado e, questionando sua maior dificuldade em lidar com isso, ela falou que o maior problema são os lixos domésticos que as pessoas simplesmente não conseguem separar os lixos orgânicos dos não orgânicos (além dos cacos de vidros que cortam suas mãos) e o quanto isso é prejudicial e atrapalha seus negócios que chegam a render 30 mil reais por ano.

Aparecida não é funcionaria pública, não recebe insalubridade pelo seu trabalho e nunca recebeu nenhum reconhecimento como os outros milhões de coletores individuais no Brasil. O que eu poderia fazer pra ajudar? Simplesmente separar os lixos. Sim, isso mesmo, só separar os lixos da minha casa pra ajudar essa cidadã a realizar seu trabalho que é bastante reconhecido pelo nosso ecossistema, já imaginou o que seria do planeta se não existissem tais pessoas? E por que não temos o hábito de questionar o que podemos fazer pra ajudar o próximo e ajudar o planeta ao mesmo tempo?

Esse é o meu exemplo e um dos meus propósitos pra vida e você? O que tem feito para si, para o outro e para o Planeta?

A Terra precisa de você. Em caráter de urgência!

#experimentese #mayronvictor #ecossistema #PlanetaTerra #Gaia

Posts recentes

Ver tudo
apoie
No Brasil de Jair Bolsonaro, com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Para isso, precisamos de você! Apoie o Jornal Metamorfose, jornalismo combativo e independente.
 
APOIE O JM!