Buscar
  • Rosângela Aguiar

Um novo olhar para a fotografia


"O fotógrafo tem que ser capaz de sensibilizar, de criar imagens mentalmente, visualizá-las, imaginar para depois realizar a foto. E para isto não basta ter só técnica". Para conseguir levar os participantes da oficina "Experimentando a luz: oficina de fotografia sem câmera" e ver desta forma, o fotógrafo e diretor carioca Pedro Urano construiu uma câmara escura em plena Praça do Chafariz, na Cidade de Goiás. Esta foi a primeira oficina do 20° FICA, que acontece até o dia 10 de junho.

Pedro Urano na oficina, fotos por Júlia Lee

A câmara escura tem formato geodésico com uma câmera no alto, bem no centro, feita apenas com uma pequena caixa de madeira e uma lente simples. "Fiz este experimento durante o trabalho do filme sobre o francês Hercule Florence, considerado inventor isolado da fotografia no Brasil. O trabalho dele foi descoberto há cerca de 50 anos. Nós estávamos filmando na Chapada dos Guimarães sobre esta história quando surgiu a ideia da câmara escura", explica Pedro Urano.

Câmera escura na Praça do Chafariz

A ideia, segundo ele, é mostrar como foi a descoberta da fotografia por Lorrance e todo o processo que envolve saberes químico e óticos para conseguirmos a imagem. Pedro Urano faz uma crítica ao uso exacerbado da tecnologia onde muitos se transformam em fotógrafos sem ter estes saberes. "A tecnologia exerce um fascínio muito grande, e se deixar correr solto, o interesse na fotografia acaba caindo nos clichês e com a câmara escura podemos ver as infinitas possibilidades porque estamos dentro da câmara fotográfica percebendo e experimentando a fotografia com o próprio corpo. É fascinante para a maioria das pessoas", diz.

Nesta época que predomina a tecnologia cada vez mais avançada, rápida, em tempos de mundo virtual, o fotógrafo carioca ressalta algo que nos leva a pensar e refletir um pouco mais sobre as imagens que vemos espalhadas pelo mundo. "As pessoas não se espantam com uma câmera digital, por mais complexa que ela seja, mas com o antigo, como o analógico. Mas é a partir desta experiência como a da câmara escura que se aprende e se percebe a real fotografia".

A oficina "Experimentando a Luz: oficina de fotografia sem câmera" com Pedro Urano continua nesta quinta-feira, dia 7 de junho, no Cine Cultural Cora Coralina, no campus da UEG na Cidade de Goiás, das 9 ao 12h.

#cultura #FICA #2018 #PedroUrano #fotografia #oficina

apoie
No Brasil de Jair Bolsonaro, com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Para isso, precisamos de você! Apoie o Jornal Metamorfose, jornalismo combativo e independente.
 
APOIE O JM!