Buscar
  • Júlia Lee

Esquerda: Não faça a Alice


Artigo de Opinião

Uma carta aberta para a esquerda brasileira, autocrítica é necessária para podemos resistir com inteligência

Foto de Júlia Lee tirada no ato pelos 50 anos do AI-5 na TUSP.

Cara esquerda brasileira, não faça a Alice. Na última terça-feira (18), a Bancada Ativista (PSOL) de São Paulo marcou a diplomação de eleitos, Alexandre Frota (PSL) empurrou o ativista Jesus dos Santos no meio da confusão. Ontem o Governo Estadual e Municipal declarou o aumento da passagem em 3,63% de acordo com a inflação, ônibus, metrôs e trens da Companhia Paulista de Trens metropolitanos (CPTM), o valor chega a R$4,25.

Cara esquerda não podemos nos iludir que o tempo-espaço está instável e o ano começa só depois do carnaval, não temos 3 meses de férias com 13 salário. Jair Bolsonaro (PSL), infelizmente presidente eleito, desde as eleições está articulando para transformar o brasil num puteiro maior ainda. João Dória (PSDB) e Rodrigo García (DEM) tiveram o mandato cassado pela Procuradoria Eleitoral na manhã de hoje, de acordo com a denúncia Dória usou do cargo de prefeito para se autopromover, vale lembrar que não é a primeira vez que o político usa propaganda institucional para uma eleição. Em setembro a decisão da juíza Carolina Martins Cardoso da 11ª Vara da Fazenda Pública condenou Dória a ter os direitos retirados por 4 anos por usar indevidamente a marca "SP Cidade Linda".

Quinta-feira passada (13) a Polícia Civil do Rio de Janeiro impediu um ataque já planejada com hora, data e local para assassinar o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL). De acordo com a denuncia feita pelo jornal O Globo, os milicianos que mataram Anderson e Marielle Franco são os mesmos do ataque de Freixo, inclusive um ex-Policial Militar foi preso em flagrante de porte de arma ilegal, afinal ela foi morta por supostamente ameaçar a grilagem de terras da milícia. Não estamos seguros.

Em entrevista concedia ao jornal El País, no mês passado, Vagner Freitas - presidente da CUT - afirmou que "governo [Bolsonaro] foi eleito por 57 milhões de pessoas e vai tomar posse no dia 1º janeiro. A CUT vai procurar o governo para negociar os interesses dos trabalhadores”. Já sabemos qual o fim desta história.

Esquerda, qualquer esquerda: a institucional que está perdida, os grupos estudantis que estão preocupados com DCE's, ativista de eleição que está desiludido, anarquistas e autonomistas que não sabem se organizar, por favor não podemos deixar que o espírito carnavalesco que chega com a melhor época do ano que é o verão nos deixe iludidas.

Temos consciência dos medos do há de vir, afinal fazem 50 anos de 1968, de maio na França - um salve aos coletes amarelos -, do AI-5, das revoluções armadas, da guerra do Vietnã, mas não podemos esquecer que o presente é agora e somos a voz da nossa geração que ainda não está perdida. Eu sei, caro leitor, eu também só quero saber de pular nos braços de Yemanjá e curtir meu ano novo, mas dia 1 de janeiro está logo na esquina, eles não venceram ainda e o sinal não está fechado para nós, que somos jovens - por enquanto.

Se a esquerda, como disse Vladir Safalte - filósofo e professor livre-docente da USP- não se radicalizar, estaremos nas mãos de ditadores malucos. Tenham os olhos atentos, os ouvidos alertas, não há tempo para se temer a morte pois nossa liberdade está para morrer.

#MarielleFranco #militanica #intervençãomilitar #políciamilitar #artigodeopinião #políticainstitucional #política

apoie
No Brasil de Jair Bolsonaro, com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Para isso, precisamos de você! Apoie o Jornal Metamorfose, jornalismo combativo e independente.
 
APOIE O JM!