• JM

1º Festival Internacional de Cinema de Goiânia

Cultura

Começou nesta quarta-feira (11) o primeiro Festival Internacional de Cinema de Goiânia, confira a programação

Cena do filme "Bento", em exibição na mostra. Foto: Divulgação


O 1º Festival Internacional de Cinema de Goiânia começou na última quarta-feira (11) e segue até sábado (14). Com o tema “Cinema e Conexões”, as obras serão exibidas de maneira online e gratuita, pela plataforma InnSaei.TV. Os filmes selecionados ficam disponíveis na plataforma do dia 12 a 14 de maio.


Ao todo serão apresentados 27 filmes de diferentes partes do Brasil e do mundo. A curadoria ficou a cargo de Gustavo Vinagre, Vanessa Goveia, Raphael Gustavo da Silva e Flavia Candida que tiveram um olhar atento na escolha de obras que se encaixam em quatro mostras.


A Mostra Ruptura, com seleção de filmes que buscam romper com o cinema hegemônico comercial em sua estética e narrativa; inovando e dialogando com a contemporaneidade. Já a Mostra Origens apresenta exclusivamente obras goianas que se arriscam nos mais variados gêneros, sem medo de mostrar um novo olhar e trata da historicidade e cultura do povo goiano. A Mostra Infantil é destinada ao cinema com sensibilidade para tratar temáticas destinadas a crianças e adolescentes. Já na Mostra Acessibilidade, o festival exibe curtas com closed caption, libras e audiodescrição.


Ainda compõe a programação do festival a oficina “Introdução à Direção de Arte para Cinema”, ministrada por Carol Breviglieri, que terá por objetivo dialogar sobre a conceitualização do filme, a partir do desenrolar do processo criativo desde a chegada do roteiro.


Para o realizador do festival, o goiano Cássio Domingos, a mostra tem por objetivo contribuir com o fortalecimento da cultura de cinema no Brasil, bem como conectar a cinematografia goiana e brasileira com o mundo. No lugar de um cinema meramente como entretenimento, entra em cena a valorização da diversidade cultural dos povos da América Latina e do mundo e as potentes conexões que a integração é capaz de promover.


Serviço

1º Festival Internacional de Cinema de Goiânia

Data: 11 a 14 de maio

Plataforma: InnSaei.TV,

Onde: https://www.youtube.com/channel/UC2MyJptgtz3PPA9HkRO-hag/featured

Mostra Ruptura, Origens e Acessibilidade: disponíveis de 12 a 14/05



Confira a programação completa


Mostra Ruptura


- La Taza Rota, Esteban Cabezas. 80’. Fic. Chile.


- O Melhor Lugar do Mundo é Agora, de Carlos Alberto Ciocler. 74’. Híb. São Paulo.


- Trem do Soul, de Clementino Júnior. 83’. Doc. Rio de Janeiro.


- Territórios de Resistência - Florestanias, Sertanias e Ribeirias, de Maria Thais Lima Santos e Yghor Boy Carlos de Lacerda. Documentário. 102’. São Paulo


- Office, de Marine Pichon. 09’. Fic. França.


- Passage, de Ann Oren. 13’. Experimental. Alemanha.


- Antiquíssimo, de Laura de Freitas Oliveira. 06’. Fic. Goiás.


- Por Dentro, de Gustavo Silvestre e Larry Machado. 15’. Exp. Goiânia.


- Dois garotos que se afastaram demais do Sol, de Cibele Appes de Sousa Coelho e Lucelia Sérgio da Conceição. 29’. Ficção. São Paulo.


- Abdução, de Marcelo Lin e Marcelo José Ferreira Gomes. 35’. Fic. Belo Horizonte.


- Futuros Amantes, de Jessika Goulart. 15’. Fic. Rio de Janeiro.


Mostra Origens


- Bento, de Robney B. Almeida. 89’. Fic. Goiânia.


- Vento Seco, de Daniel Nolasco. 110’. Fic. Goiânia.


- Primavera Púrpura, de Silvana Beline. 72’. Doc. Goiás.


- Capim-Navalha, de Michel Queiroz. 16’. Doc. Goiás.


- Três Vidas, Uma História, de Arthur Cintra. 17’. Doc. Goiás.


- Tic Tac, de Luara Moraes Leão. 06’. Híb. Goiás.


- Quando Você Está Aqui, de Victor Vinícius do Carmo. 10’. Fic. Goiânia.


- Em Busca, de Netto Mello. 06’. Fic. Goiânia.


- A Última Valsa, de André Srur. 22’. Fic. Goiânia.


Mostra Infantil


- Meu Nome é Maalum, de Luísa Copetti. 08’. Anim. Rio de Janeiro.


- A Melhor Versão de Mim, de Kallyo Aquiles. 23’. Fic. Brasília.


- Ewé de Òsányìn: O Segredo das Folhas, de Pâmela Peregrino. 22’. Anim. 2021, Água Branca/AL, Paulo Afonso /BA, Porto Seguro/BA, Itaboraí/RJ.


Mostra Acessibilidade


- Quatro Bilhões de Infinitos, de Marco Antonio Pereira. 14’. Fic. Cordisburgo. 2020.


- Serrado, de Cezar Filho. 13’. Doc. Goiânia. 2020.


- Caso Aparte, de Bruno Ciancaglini. 15’. Híb. Buenos Aires. 2020.


- O Banho, de Ricardo Gonçalves. 1’. Anim. São Simão/GO. 2022.

Gostou do texto?

Com a ascensão do fascismo no Brasil, ataques à mídia se tornaram recorrentes. Documentos perdidos, subnotificação de mortos, censura nos dados sobre queimadas e desmatamento, retirada de direitos duramente conquistados: o contexto da realidade está sendo censurado nos monopólios midiáticos. Venha lutar com a gente! É com seu apoio que conseguimos manter o Jornal Metamorfose no ar. 

Apoie a liberdade de imprensa, ela só é possível com você, caro leitor.