• JM

Girei com a roda da vida

Seus lábios encostam gentilmente em minha confusa mente, não entendo o branco repentino de meus psicodélicos suspiros. As luzes da lucidez brilham no ar colorido que meus pensamentos respiram, vejo a ilusão de meu próprio reflexo.

Será que sou essa, jovem descabelada sem pudor pela vida, que se encara nos espelhos e se julga todos os dias? Será que é essa quem serei no processo deste atordoado caminho?

Minhas antigas crises parecem bobas quando ditas em voz alta, me sinto ingênua por pura ignorância de meus olhos cor de mel. Sinto uma vergonha alheia por mim mesma, talvez por transparecer essa essência boba pra você. Não consigo me mascarar, nem quero.

Você brilha verdade.

Gostou do texto?

Com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, entendemos que o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Por isso precisamos de seu apoio, queride leitor. 
Apoie a mídia independente e ajude o JM a continuar publicando. Só podemos fazer nosso trabalho livre de amarras institucionais pois acreditamos que a imprensa deve se manter autônoma, para isso contamos com sua colaboração.  Você pode apoiar mandando uma doação para o PIX do jornal: sigametamorfose@gmail.com