Caminhos da existência

October 23, 2017

No borbulhar da lua sinto os batimentos de minha mente. Como acostumar com o agir de meu lisergico olhar? Como deixar meus pensamentos segmentados ao meu ritmo de vida? Estar aberta para a experiência, a própria dor e amor que se é viver. 

Tenho um circo de sensações que se balançam com as artérias de minha percepção.  

Quiçá, somente largando as crises existenciais por um bom rodopiar do esqueleto, valha à pena meu respirar.  

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

December 12, 2019

November 23, 2019

November 22, 2019

November 21, 2019

November 19, 2019

November 18, 2019

November 18, 2019

Please reload

Posts Recentes
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Apoie o jornalismo independente e contribua para que o Jornal Metamorfose continue a publicar.

Fale com a gente: sigametamorfose@gmail.com