Reflexos de um pensar

January 15, 2018

Sinto meu coração bater mais rápido, observo as sinuosidades da bolha na zona sul com a relevância das rosas pelo caminho, o verão trouxe as cores para a cidade, o aroma carregado pelo sal marinho me acalma a alma. 

 

Talvez esteja com ânsia dos momentos de prazer, parece utópico a crua felicidade mundana. Queria aceitar os reflexos coloridos que vejo pelo mundo, sem medo da leveza da realidade. 

 

As experiências sensatoriais são nada além das delícias da liberdade. 

 

"Você é muito escandalosa" disse ele sobre como as pessoas reparavam em meus mamilos livres pela blusa fresca sem sutiã. Aparentemente eu busco por atenção, eu falo alto demais, meu cabelo é muito chamativo...

 

Mulheres livres são uma ameaça a normatividade social. 

 

Venho me questionando nos últimos dias sobre minha postura social, será que sou? Mas porque tenho que me livrar do conforto de ser livre para não incomodar? Eu deveria não querer incomodar? 

 

Mas como ser livre sem incomodar se gozo da plenitude na liberdade que me dou? Mas ora, veja bem caro leitor, não me coloco em risco e muito menos escuto desaforos. Apenas sei das responsabilidades que vem como brinde nas consequências de ser. 

 

Particularmente pouco me importa tudo isso, o cheiro das rosas pelo caminho me fazem brilhar a alma e as faíscas duram mais que os comentários de opressão. 

 

Até semana que vem. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

November 23, 2019

November 22, 2019

November 21, 2019

November 19, 2019

November 18, 2019

November 18, 2019

Please reload

Posts Recentes
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Apoie o jornalismo independente e contribua para que o Jornal Metamorfose continue a publicar.

Fale com a gente: sigametamorfose@gmail.com