• Miguel Maira

Fotogaleria do protesto contra Bolsonaro, em Santiago, Chile

Fotogaleria


No último domingo (24), em Santiago, começou uma manifestação contra a visita oficial do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, convidado de honra de Sebastián Piñera, Presidente do Chile. O mandatário brasileiro foi convocado à capital do país para fazer parte do primeiro encontro do PROSUL (Foro para o Desenvolvimento e Progresso da América do Sul) e legalizar a criação da organização por meio da assinatura da Declaração de Santiago, junto com os presidentes da Argentina, Peru, Equador, Colômbia e Paraguai.


A concentração começou por volta do meio dia, do lado de fora do Palácio de La Moneda, prédio sede do governo chileno, com forte presença e aparato policial. Aproximadamente quinhentas pessoas se reuniram para se manifestar com o lema "Bolsonaro, persona non-grata". A manifestação foi convocada para protestar contra o fascismo, o machismo e a violência de gênero, contra a homofobia e os assassinatos da comunidade LGBT+ , o uso de armas, o fim da demarcação de terras indígenas e o crescente desmatamento da Amazônia.


Fotos: Miguel Maira