• Rosângela Aguiar

Confirmado: 22º Fica vai acontecer de 9 a 14 de novembro em plataforma virtual

Cinema

As discussões sobre a organização do festival estão adiantadas e já se discute a realização da 23ª edição do FICA na semana do meio ambiente em 2022

Fica volta a acontecer depois de cortes no orçamento. Foto: Reprodução Google


Depois de ficar uma no sem a realização e ter uma edição virtual morna, o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental – FICA – volta a acontecer este ano. A data para a realização do 22º FICA, que já foi considerado o maior do mundo do gênero com os maiores prêmios distribuídos, volta a acontecer, Marque na agenda: 9 a 14 de novembro em uma plataforma digital que pretende movimentar cinéfilos e ambientalistas. A equipe já trabalha, inclusive, no edital para realização presencial do 23º FICA em 2022 na Semana do Meio Ambiente.


A Comissão Organizadora vem se reunindo desde janeiro desse ano com maior participação da Prefeitura de Goiás, instituições de ensino superior da cidade, fazedores de cultura e artistas locais. Inicialmente foi pensado um formato híbrido e até mesmo presencial, mas devido às circunstâncias impostas pela pandemia da Covid-19, a decisão foi pela plataforma digital. A Comissão Organizadora que inclui a Secretaria Estadual de Cultura e a Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, UFG, IFG e UEG, somando mais de 19 entidades.


“Este foi um ganho que conseguimos durante nossas tratativas com o Governo Estadual para que a Cidade de Goiás tivesse maior representatividade na organização do festival que mexe com toda a cidade”, informa o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Santana.


“Já fechamos alguns itens e em outros estamos avançando”, adiantou a secretária Municipal de Cultura de Goiás, Raíssa Coutinho. Um desses avanços é o maior envolvimento dos artistas vilaboenses que irão gravar os shows que serão exibidos na plataforma virtual do 22º FICA. “Queremos fortalecer a participação da nossa comunidade, dos nossos artistas e fazedores de cultura”, explica Rodrigo Santana.


A programação do 22º FICA vai contar com um consultor de meio ambiente e outro de cinema para que, assim, os temas a serem discutidos sejam ampliados. Esta foi uma das reivindicações da Comissão Organizadora, para que ações culturais e ambientais sejam permanentes na Cidade de Goiás. “Seria algo dentro daquela ideia ‘Do que fica do FICA na Cidade’”, informa Santana.


O FICA teve uma queda brusca de participações no último ano e a atual Comissão Organizadora quer resgatar a credibilidade e a força do festival nas discussões sobre cinema e meio ambiente. Que já contou com inscritos de 84 países em décadas passadas.


A primeira edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental – FICA – ocorreu em 1999 na Cidade de Goiás e rapidamente se tornou um sucesso internacional pela qualidade dos filmes, jurados, oficinas, discussões sobre cinema e meio ambiente. E para o ano que vem já se trabalha nos editais a serem lançados ainda em 2021 para que o FICA seja realizado presencialmente na Semana Mundial do Meio Ambiente que começa dia 5 de junho, como tradicionalmente ocorria.

Gostou do texto?

Com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, entendemos que o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Por isso precisamos de seu apoio, queride leitor. 
Apoie a mídia independente e ajude o JM a continuar publicando. Só podemos fazer nosso trabalho livre de amarras institucionais pois acreditamos que a imprensa deve se manter autônoma, para isso contamos com sua colaboração.  Você pode apoiar mandando uma doação para o PIX do jornal: sigametamorfose@gmail.com