XVIII

April 29, 2019

Doce Viagem 

 

Transmutar para desapegar da mulher que um dia fui. Do que seria a vida se não o eterno renascer? Quiçá Baudelaire estava certo, a vida é simplesmente experienciar a realidade de acordo com o que você realmente acredita.

 

Me pego refletindo sobre a felicidade que me é roubada pela angústia social, como fugir do gosto amargo que insiste em penetrar minhas entranhas?

 

Qualidade de vida é também escolher hábitos energéticos. Escolher viver para lutar por algo que é inacessível, compreender que o novo também vem do amor próprio e autocuidado.

 

Como você se sente consigo mesmo não é algo que está a venda. 

 

É impor vitória na luta interna que somos obrigados a travar, é usar o ódio do absurdo como combustível para suportar o dia a dia. 

 

Me sinto no momento de permitir que o amor em mim flua, quero agradecer ao meu corpo e as lutas que venci comigo mesma. Guerreira, transmutadora. Não cedo ao poder dos outros sobre mim. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

November 11, 2019

November 11, 2019

Please reload

Posts Recentes
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Apoie o jornalismo independente e contribua para que o Jornal Metamorfose continue a publicar.

Fale com a gente: sigametamorfose@gmail.com