• Victor Hidalgo

Guitarrista do Nine Inch Nails funda novo estúdio de jogos

Cultura

Robin Flinck se junta a veterano da indústria, Cory Daves, para inaugurar o estúdio EYES OUT

Logo do estúdio EYES OUT - divulgação


Em 1996, Trent Reznor, com sua banda de rock industrial Nine Inch Nails, lançou a trilha sonora do icônico FPS Quake, com sintetizadores e riffs de guitarra sutis, dando o clima e a atmosfera do jogo. Então não é uma surpresa saber que hoje seu colega de banda Robin Flinck se junta com o veterano da indústria de jogos Cory Davis (Conndemned, F.E.A.R e Spec Ops: The Line) para fundar o estúdio EYES OUT.


Sediado em Los Angeles, a proposta do estúdio é explorar o amor compartilhado por jogos e sua construção de atmosfera por meio do uso criativo de imagens e sons. E sabendo dos trabalhos anteriores de todos os envolvidos, podemos imaginar o que pode sair dessa união. Além dos títulos já mencionados, Davis trabalhou como criador e compositor de Here they Lie. Da mesma forma que Finck teve contribuições para a Devolver Digital em NOCT e No Code’s em Observation.


Davis diz que se encontrou com Flinck enquanto terminada Here They Lie: “Nós imediatamente começamos a trabalhar em alguns protótipos que eu tinha em desenvolvimento na época e, juntos, partimos direto para algo inesperado”, explica Davis em um comunicado para a imprensa. “A abordagem vibrante e ilimitada de Robin para o processo criativo leva nosso trabalho muito além da minha experiência anterior. É uma viagem tão emocionante aventurar-se na escuridão juntos”.


Segundo o recém-formado estúdio, eles já estão trabalhando em seu primeiro projeto, um jogo de terror cósmico com fortes elementos de narrativa ambiental.


Mais informações sobre o projeto devem aparecer nos próximos meses, mas dada a temática escolhida, podemos esperar algo lovecraftiano, que combinaria muito bem com todos os envolvidos nesse novo estúdio, já que o som é uma das formas de causar desconforto e criar uma atmosfera sombria, como nos Silent Hills clássicos.


Gostou do texto?

Com a ascensão da censura e ataques recorrentes à mídia, entendemos que o jornalismo independente se torna mais importante do que nunca. Não podemos nos calar.
Por isso precisamos de seu apoio, queride leitor. 
Apoie a mídia independente e ajude o JM a continuar publicando. Só podemos fazer nosso trabalho livre de amarras institucionais pois acreditamos que a imprensa deve se manter autônoma, para isso contamos com sua colaboração.  Você pode apoiar mandando uma doação para o PIX do jornal: sigametamorfose@gmail.com