• Júlia Aguiar

Greve dos professores continua em goiânia

Protesto

Confira como foi a manifestação dos professores municipais em frente ao Tribunal de Contas do Município

Foto: J.LEE


Na última terça-feira (29), os professores de Goiânia se reuniram em frente ao Tribunal de Contas do Município (TCM) para entregar um documento cobrando explicações da Prefeitura sobre o orçamento usado na educação do município. Apesar de pequena, a manifestação contou com muito trabalho de base e olhares curiosos de quem passava pela avenida. Na manifestação também estava presente 4 carros da GCM e outros 5 da polícia militar.


Os professores da rede municipal estão em greve há 15 dias para que o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) pague o piso salarial e a data-base. Os professores estão sem reajuste salarial há três anos e a maioria não consegue receber nem mesmo um salário mínimo, além do plano de carreira do administrativo e educadores, previsto na lei nº 9.128/2011 não está sendo cumprida.


E o desmonte continua: o plano de saúde do município (IMAS) não está mais atendendo por falta de repassasses por parte da prefeitura e os profissionais do CMEI estão sobrecarregados por estarem realizando a função de até 4 profissionais.


Confira como foi o ato na fotogaleria:

Fotos: J.LEE

Gostou do texto?

Com a ascensão do fascismo no Brasil, ataques à mídia se tornaram recorrentes. Documentos perdidos, subnotificação de mortos, censura nos dados sobre queimadas e desmatamento, retirada de direitos duramente conquistados: o contexto da realidade está sendo censurado nos monopólios midiáticos. Venha lutar com a gente! É com seu apoio que conseguimos manter o Jornal Metamorfose no ar. 

Apoie a liberdade de imprensa, ela só é possível com você, caro leitor.