• Larissa de Moraes

Itu sedia 1ª Feira Literária e Cultural

Cultura

De 19 a 22 de maio, acontece a primeira edição da Feira Literária e Cultural de Itu. Inspirado na FLIP, o evento conta com atrações como feira de livros, cinema, mostra fotográfica e shows musicais


Nesta quinta-feira (19), começa a primeira edição da Feira Literária e Cultural de Itu. Inspirado na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), o festival literário será realizado no centro histórico da cidade do interior paulista e contará com programação gratuita para todas as idades. O evento vai até o dia 22 de maio e terá a diversidade como mote.


Organizada por Fernanda Vaz Rabello e Paulo Stucchi, a FLIC contará com feira de livros, conversa com escritores, sessões de autógrafo, palestras, contação de histórias, slam (batalha de poesia), exposições, shows musicais, cinema, teatro, artes plásticas, fotografia, oficinas e palhaçarias, entre outras atividades.


“Realizar uma feira Literária em Itu é um sonho antigo. O projeto do evento nasceu em 2015, mas só se tornou realidade agora. Itu é uma cidade com um patrimônio colonial incrível, muita história. Participei de vários eventos de literatura como autor e sempre acreditei no potencial da cidade para abrigar um festival que um dia se tornasse uma mini-FLIP (Paraty)”, contou Paulo Stucchi em entrevista ao Jornal Metamorfose. Para o escritor, a FLIC é a realização de um sonho ainda maior, uma vez que vai além da literatura e abrange outras manifestações culturais. A Feira vai ter, ainda, oficinas, cinema, mostra fotográfica e de arte. “Sem o apoio da prefeitura e dos patrocinadores, nada seria possível”, ressalta.


De acordo com Stucchi, possibilitar que as pessoas tenham contato com autores e livros é uma forma de democratizar o acesso à cultura. Durante os quatro dias do evento, Itu receberá escritores de periferias, da comunidade lgbtqia+, de origem indígena, negros e mulheres. Estão confirmados nomes como Mayra Sigwalt, Eduardo Suplicy, Carolina Casarin, Caco Pontes, Olívia Pilar e Juan Jullian.


Em sua estreia, a FLIC celebrará a Semana de Arte Moderna de 1922, evento que reuniu pintura, dança, poesia e música, com a proposta de explorar a brasilidade e valorizar o país como um berço cultural. O encontro de artistas pretendia criar uma ruptura na forma de se fazer e consumir arte, que, na época, era voltada para a elite.



Além disso, a organização da feira escolheu Pagu como homenageada. A escritora, poetisa e desenhista foi importante para o movimento antropofágico, manifestação artística teorizada pelo poeta Oswald de Andrade e pela pintora Tarsila do Amaral. A corrente propunha a assimilação de outras culturas, mas sem copiar.


“É engraçado que desde o começo queríamos homenagear a Semana de 22. Foi uma feliz coincidência o evento acontecer no ano do centenário. Quanto à Pagu, a escolha se deu justamente por ela representar uma voz feminina disruptiva para sua época, apesar de ela não ter participado da Semana de Arte Moderna. Uma mulher à frente de seu tempo, militante, forte. Se pensamos em um evento plural e diverso, sem dúvidas não há personagem melhor para homenagear do que ela”, comentou Paulo Stucchi.


As atividades da FLIC acontecerão no Colégio Anglo Itu, no Museu de Energia e na Praça do Carmo. A expectativa da organização para o evento é que ele conquiste o gosto das pessoas e que possa ocorrer anualmente, cada vez maior. Stucchi acredita que o maior diferencial da FLIC é o amor que todos que estão trabalhando no evento têm dedicado. “Tanto a Fernanda Vaz e eu (organizadores), até a Raquel Aranha (assessora de imprensa), a Ana Squilanti e a Jéssica Balbino (curadoras) estamos muito empenhados em fazer o melhor”, completou o organizador.


Graças à arquitetura barroca de suas igrejas, Itu já recebeu o título de Roma Brasileira e de Berço da República, por sua importância para o movimento republicano. Agora, através da Feira Literária e Cultural, a cidade também se solidifica como polo de manifestações literárias e culturais no estado de São Paulo.



Confira a programação completa da 1ª Feira Literária e Cultural de Itu:


Quinta - 19/05


10:00 às 17:00 (Mostra de fotografia e artes) - Tema Invisibilizados. Local: Museu da Energia.


19:00 (Abertura e show) - Show de Mel Duarte, apresentação de Renato Nalini e homenagem à Maria Angela Mangeon Elias com lançamento de livro de Rodrigo Stucchi. Local: Tenda Literária.


Sexta - 20/05


10:00 às 17:00 (Mostra de fotografia e artes) - Tema Invisibilizados. Local: Museu da Energia.


10:30 (Mesa de conversa) - O mundo infantil e a literatura. Local: Tenda Literária.


10:30 (Atividade lúdica) - Experiência sensorial para aprendizado e reflexão sobre bullying. Local: Tenda Mista.


11:30 (Sessão de autógrafo) - Cilla Amaral, Nani Mazurchi e Raquel Aranha. Local: Feira de Livros.


13:00 (Mesa de conversa) - Semana de 22 no universo do livro infantil. Local: Tenda Literária.


13:00 (Contação de história) - Contos dos Irmãos Grimm - Bike de Histórias/Cilla Amaral. Local: Tenda Mista.


14:00 (Sessão de autógrafo) - Sergio Biscaldi e Vanessa Ratton. Local: Feira de Livros.


14:00 (Contação de histórias) - Histórias da Vovó - Valkíria Cecconello. Local: Tenda Mista.


15:00 (Mesa de conversa) - Agenciamento literário: o que os novos autores devem saber sobre publicação. Local: Tenda Literária.


15:00 (Oficina) - Jogos, brincadeiras e palhaçadas - Nós mesmos. Local: Tenda Mista.


17:00 (Mesa de conversa) - Literatura e experiências jovens: personagens e histórias para nos espelharmos. Local: Tenda Literária.


18:00 (Sessão de autógrafo) - Olívia Pilar e Juan Jullian. Local: Feira de Livros.


18:00 (Cinema) - Vidas entregues, Renato Prata Biar. Local: Museu da Energia.


18:30 (Cinema) - Preciso Dizer que Te Amo, Ariel Nobre. Local: Museu da Energia.


18:45 (Cinema) - Corpo Cru, Marina Martins. Local: Museu da Energia.


19:00 (Mesa de conversa) - Territórios em 2022: espaços na escrita e fora dela que precisamos ocupar. Local: Tenda Literária.


19:00 (Cinema) - Acorde, Mikael Claro. Local: Museu da Energia.


19:15 (Cinema) - Eu Nasci Assim, Barbara Schreurs. Local: Museu da Energia.


20:00 (Sessão de autógrafo) - Eduardo Suplicy, Mayra Sigwalt e Caco Pontes. Local: Tenda Literária.


20:30 (Música) - Rock, Banda HuTal. Local: Tenda Mista.


21:10 (Música) - Hardcore EMO, Banda Incêndio. Local: Tenda Mista.


Sábado - 21/05


9:00 (Mesa de conversa) - Misticismo e folclore na literatura. Local: Tenda Literária.


10:00 (Sessão de autógrafo) - Eduardo Regis e Anderson Martins. Local: Feira de Livros.


10:00 (Capoeira) - Projeto Girassol, da Vila da Paz. Local: Tenda Mista.


10:00 às 17:00 (Mostra de fotografia e artes) - Tema Invisibilizados. Local: Museu da Energia.


11:00 (Mesa de conversa) - Meu corpo, minha escrita, minha semana: nosso 22. Local: Tenda Literária.


11:00 (Grafite) - Execução de arte em painel, Coletivo Caravana. Local: Tenda Mista.


11:30 (Música) - Folia de Reis e samba de bumbo, Estrela do Oriente. Local: Tenda Mista.


12:00 (Sessão de autógrafo) - Ana Squilanti e Monique Malcher. Local: Feira de Livros.


13:00 (Oficina) - Costumes Mexicanos a partir do livro Como Água para Chocolate de Laura Esquivel - MESP Mulheres Mexicanas em São Paulo. Local: Tenda Mista.


14:00 (Mesa de conversa) - Os modernistas de 2022. Local: Tenda Literária.


14:00 (Sessão de autógrafo) - Rico Machado e Fausto Panicacci. Local: Feira de Livros.


14:00 (Oficina) - PET POEMA: Criação de poesia para seu bicho de estimação. Local: Tenda Mista.


15:00 (Sessão de autógrafo) - Alexandre Ribeiro, Paulo Stucchi, Valkíria Cecconello, Katia Sentinaro e Raquel Aranha. Local: Feira de Livros.


15:30 (Entrevista) - Conversa com Joshua Strul: sobrevivente do Holocausto. Local: Tenda Mista.


16:00 (Sessão de autógrafo) - Celso Armelin. Local: Feira de Livros.


16:15 (Hip hop) - Poesia Salva! A poesia marginal como transformador de vidas, Felipe Dezena e Vini Alceu. Local: Tenda Mista.


17:00 (Mesa de conversa) - Reescrever e entender suas próprias histórias. Local: Tenda Literária.


17:00 (Sessão de autógrafo) - Adriana Armony. Local: Feira de Livros.


18:00 (Sessão de autógrafo) - Madalosso e Mari Carrara. Local: Feira de Livros.


18:00 (Cinema) - Vidas entregues, Renato Prata Biar. Local: Museu da Energia.


18:30 (Cinema) - Acorde, Mikael Claro. Local: Museu da Energia.


18:45 (Cinema) - Preciso Dizer que Te Amo, Ariel Nobre. Local: Museu da Energia.


19:00 (Cinema) - Corpo Cru, Marina Martins. Local: Museu da Energia.


19:00 (Mesa de conversa) - Costumes modernos do antes e agora. Local: Tenda Literária.


19:00 (Música) - RAP, Samuel NEG DDR. Local: Tenda Mista.


19:15 (Cinema) - Não Mais Silêncio - Sobreviventes do Holocausto Falam - Luiz Rampazzo. Local: Museu da Energia.


20:00 (Sessão de autógrafo) - Dias Lopes e Carolina Casarin. Local: Tenda Literária.


Domingo - 22/05


9:00 (Mesa de conversa) - Nossas referências: a importância de ler mulheres. Local: Tenda Literária.


10:00 (Sessão de autógrafo) - Thaís Steimbach. Local: Feira de Livros.


11:00 (Mesa de conversa) - Quem pode contar o passado. Local: Tenda Literária.


12:00 (Sessão de autógrafo) - Gabriela Soutello, Mário Medeiros e Leonardo Piana. Local: Feira de Livros.


12:00 (Bate papo) - Diversidade, Felipe Cavalheiro. Local: Tenda Mista.


13:00 (Premiação) - Concurso de Redação do Colégio Anglo. Local: Tenda Literária.


13:30 (Música) - MPB e reggae, João Bellotto. Local: Tenda Mista.


14:00 (Mesa de conversa) - Semana de 22: uma nova análise. Local: Tenda Literária.


15:00 (Mesa de conversa) - Entre feminismo e militância: a liquidez de 2022. Local: Tenda Literária.


15:00 (Sessão de autógrafo) - Letícia Nunes, Nélida Capela e Marcelo Checchia. Local: Feira de Livros.


15:00 (Música) - MPB, Roberto Mariano. Local: Tenda Mista.


16:00 (Sessão de autógrafo) - Renata Correa e Clara Averbuck. Local: Feira de Livros.


16:30 (Show de encerramento) - Antropofágicos. Local: Tenda Literária.



Gostou do texto?

Com a ascensão do fascismo no Brasil, ataques à mídia se tornaram recorrentes. Documentos perdidos, subnotificação de mortos, censura nos dados sobre queimadas e desmatamento, retirada de direitos duramente conquistados: o contexto da realidade está sendo censurado nos monopólios midiáticos. Venha lutar com a gente! É com seu apoio que conseguimos manter o Jornal Metamorfose no ar. 

Apoie a liberdade de imprensa, ela só é possível com você, caro leitor.