Não existe fome no Brasil, talkey?

August 15, 2019

Social

Contrariando declarações do governo Bolsonaro, pesquisas apontam que problema social ainda é realidade no país

 

Foto: Reprodução

 

 

 

Em uma casa sem reboco, com piso de chão batido, Maria Rosa Rodrigues, 49 anos, vive com o marido e o neto de 8 meses de idade. Desempregada há quase dois anos, ela conta que a família está sem energia e água desde a semana passada. O sustento dos três vêm da reciclagem e da ajuda dos vizinhos. Segundo ela, em meio às dificuldades, itens básicos, como produtos de higiene, limpeza e até mesmo comida já chegou a faltar em sua casa. “Aqui hoje tem duas massas de cuzcuz, uma lata de óleo e um quilo de feijão. Eu já não penso mais nem em mim, eu penso é na criança. Hoje, a gente tinha cinco reais, daí deu para comprar o leite dele. Mas, e semana que vem? Aí eu não sei como que eu vou fazer”, desabafa.

 

Para o governo Bolsonaro, casos como o de Maria Rosa são “uma grande mentira”. Isso, porque o presidente da república afirmou no dia 19/07, durante café da manhã com jornalistas, que no Brasil não existe fome. “Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora, passar fome, não. Você não vê gente pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países por aí pelo mundo”, declarou.

 

Ainda no mesmo dia, Bolsonaro voltou atrás, admitindo que “alguns passam fome”, se esquivando da responsabilidade e mencionando as gestões passadas, dizendo que o problema "vem de trás".  As alfinetadas continuaram, com Bolsonaro afirmando que “o que tira o homem e a mulher da miséria é o conhecimento, não são bolsas e programas assistencialistas".

 

Essa não foi a primeira vez que o atual governo fez declarações equivocadas sobre os problemas sociais no país. Recentemente, o Ministro da Cidadania, Osmar Terra, em entrevista para a Revista Veja, afirmou que: “Podemos dizer que no país tem recessão, tem desemprego e que as pessoas podem estar comprando menos. Mas para comprar comida elas têm dinheiro. Só não compram se não quiserem”.

 

Vale relembrar também, que em abril, a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse durante sessão na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados, que os brasileiros não passam fome “porque temos manga nas nossas cidades”.

 

Contrariando tais afirmações e comprovando uma cegueira e ignorância perante os problemas sociais do país, pesquisas apontam que a erradicação da fome no Brasil ainda não é uma realidade. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), lançados em 2013, 3,6% dos brasileiros têm “insegurança alimentar grave”. De acordo com o órgão, o termo significa "passar pela privação de alimentos, podendo chegar à sua expressão mais grave, a fome". Desde então, o instituto não realizou novas pesquisas sobre a fome no Brasil. 

 

De acordo com o relatório feito pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), intitulado como "O Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2018", cerca de 5,2 milhões de brasileiros passaram fome no ano de 2017.  Isso corresponde a 2,5% da população.

 

Até o ano de 2014, o Brasil fazia parte do Mapa da Fome da ONU, quando o índice de pessoas ingerindo menos calorias que o recomendado caiu para 3% da população. Mas, de acordo com dados da pesquisa Luz da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, realizado pelo Grupo de Trabalho da Sociedade Civil, lançado em 2017, o país corre o risco de voltar para o mapa, devido à instabilidade econômica, falta de políticas públicas eficazes e cortes em programas como o Bolsa Família.

 

Segundo especialistas, outro fator intimamente ligado aos índices de fome no Brasil é o aumento do desemprego uma vez que, diminuindo o poder de compra afeta diretamente a alimentação. Segundo pesquisa do IBGE, divulgado em março de 2019, o número de desempregados no país atingiu 13,4 milhões de brasileiros.

 

 

Foto: Raffaella Di Guimarães

 

 

Enquanto Bolsonaro nega parte da realidade do país, famílias como a de Maria Rosa, seguem sem apoio. “Ninguém lembra da gente. Quando você é pobre, ninguém se importa”, declara Maria.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

November 11, 2019

November 11, 2019

Please reload

Posts Recentes
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Apoie o jornalismo independente e contribua para que o Jornal Metamorfose continue a publicar.

Fale com a gente: sigametamorfose@gmail.com