• JM

RM 70: Brasil, país acolhedor para quem?

Rádio Metamorfose


No dia 24 de janeiro, o congolês Moïse Kabagambe, de 24 anos, foi assassinado na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por cobrar 200 reais de salário atrasado no quiosque Tropicália, local onde trabalhava.

Seu corpo foi achado amarrado em uma escada. O jovem foi espancado até a morte por Fábio Pirineus da Silva, Aleson Cristiano de Oliveira Fonseca e Brendon Alexander Luz da Silva, todos foram presos.

O caso repercutiu na mídia e diversos protestos ao redor do Brasil foram feitos, pedindo o fim do racismo e xenofobia, além de #JustiçaParaMoise.


Para falar mais sobre o caso, entrevistamos Mariana Corrêa, Doutoranda em Relações Internacionais pelo IRI-USP. Mestra em Estudos Africanos pela Universidade de Lisboa e Bacharela em Relações Internacionais.

Com as jornalistas Júlia Aguiar e Lays Vieira.


APOIE O JM


Precisamos da sua contribuição para continuar existindo e ampliar nossa cobertura, apoie com qualquer valor no link: https://app.benfeitoria.com/p/apoie-o-jm ou faça um PIX para: sigametamorfose@gmail.com


Instagram: @jornalmetamorfose

Twitter: @ometamorfose

Youtube: Jornal Metamorfose


Escute agora:


Gostou do texto?

Com a ascensão do fascismo no Brasil, ataques à mídia se tornaram recorrentes. Documentos perdidos, subnotificação de mortos, censura nos dados sobre queimadas e desmatamento, retirada de direitos duramente conquistados: o contexto da realidade está sendo censurado nos monopólios midiáticos. Venha lutar com a gente! É com seu apoio que conseguimos manter o Jornal Metamorfose no ar. 

Apoie a liberdade de imprensa, ela só é possível com você, caro leitor.